segunda-feira, 24 de julho de 2017

Salada de batata



Verão, dias quentes, refeições mais leves e frescas (ou talvez não!)… há lá coisa melhor que esta altura do ano? Não me parece… já olharam para o lado e percebem que os sorrisos saltam mais facilmente e andamos todos com um ar mais saudável! Tão bom! Para celebrar a leveza do tempo trago uma salada muito simples para acompanhar qualquer grelhado. Fica a dica:

3 batatas médias
2 tomates
1 lata pequena de feijão frade cozido
1 pepino pequeno
3 pés de salsa
1 colher de sobremesa de orégãos
1 colher de café de alho em pó
Pimenta preta moída na hora
Sal
Azeite

Começar por descascar as batatas e partir em cubos pequenos. Levar um tacho com água ao lume temperada com sal e colocar as batatas quando a água começar a ferver. Quando as batatas estiverem cozidas, escorrer a água e deixar as batatas arrefecer por completo.

Quando as batatas estiverem frias, juntar o feijão frade bem escorrido e passado por água, o tomate em cubos e o pepino em pedaços pequenos. Adicionar a salsa picada, os orégãos e os restantes temperos. Envolver tudo muito bem e servir.

Bom apetite!



sexta-feira, 21 de julho de 2017

Perna de peru no forno com pimento



Apesar de estarmos quase no fim de Julho estes dias frescos pedem comidas de conforto, daquelas feitas no forno que vão abrindo o apetite pelo cheiro que espalham pela casa. Desta vez saiu uma perna de peru assada no forno com pimento e cebola. Penso que já vos disse que o meu marido não é grande apreciador de perna de peru e que quando me apetece fazer este prato, a perna tem que ir bem disfarçada parar ao forno. E assim foi. Temperada logo pela manhã deu um almoço fantástico para sábado passado. Podem também fazer durante a semana. Deixem temperada logo de manhã no frigorífico e quando chegam a casa ao fim do dia é só pôr no forno enquanto tratam do resto das rotinas.

Antes de ir ao forno

1 perna de peru
1 pimento vermelho de tamanho médio
1 cebola grande
6 dentes de alho
6 pés de salsa
1 colher de sopa de pasta de pimentão
1 colher de chá de pimentão doce
Sal
Sumo de ½ limão
Azeite

Colocar num tabuleiro de ir ao forno a perna de peru. Regar com sumo de limão e temperar com sal. Esfregar a carne com a massa de pimentão e acrescentar o pimentão em pó. Cobrir a carne com o pimento em pedaços, a cebola, a salsa e os alhos picados. Regar tudo com um fio generoso de azeite e deixar a marinar pelo menos 2 horas. Levar ao forno pré-aquecido a 200.ºc cerca de 1 hora. Durante esse tempo, virar a carne uma ou duas vezes para ganhar uma cor tostadinha dos dois lados. Acompanhamos com arroz branco e brócolos cozidos.

Bom apetite!

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Mousse (espuma) de alperce



No outro dia cruzei-me com esta receita no Pinterest. É daquelas receitas tão fáceis de fazer, que quase nem precisa de receita… fica uma sobremesa muito leve, ideal para ser feita em robot de cozinha. Quem não tiver robot, pode triturar a fruta com a varinha mágica e juntar depois os restantes ingredientes e continuar o processo com a batedeira. Nada mais simples. Deixo a sugestão:



150g de alperces sem caroço
1 clara de ovo
70g de açúcar
1 colher de chá de sumo de limão

Começar por lavar bem os alperces, cortar em pedaços e retirar o caroço. Colocar os pedaços de alperce num robot de cozinha juntamente com todos os ingredientes. Misturar a uma velocidade média alta (Bimby vel. 5) durante 8 minutos. Depois de terminado o tempo, retirar o creme para taças individuais e manter no frio cerca de 2 a 3 horas antes de servir. Deve ser consumido em 24 horas.

Bom apetite!

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Bolo de iogurte, canela e erva-doce



Hoje trago um bolo com sabores mais de Outono, mas não interessa nada! Canela e erva-doce são sabores que para mim funcionam em qualquer altura do ano. É daquelas combinações perfeitas em bolos ou biscoitos…! Por isso, deixo-vos a sugestão:



4 ovos
180g de açúcar amarelo
1 iogurte
1 copo (do de iogurte) de óleo vegetal
1 colher de chá de canela
1 colher de chá de erva-doce
200g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
Açúcar e canela para polvilhar

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma retangular pequena com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Começar por bater muito bem os ovos com o açúcar. Acrescentar o iogurte e o óleo e bater novamente. Por último adicionar a farinha, o fermento, a canela e a erva-doce e envolver bem, sem bater muito. Colocar a massa na forma e polvilhar generosamente com uma mistura de açúcar e canela. Levar ao forno cerca de 25-30 minutos ou até estar cozido.

Retirar do forno, deixar arrefecer, cortar em cubos e servir.

Bom apetite!


sexta-feira, 14 de julho de 2017

Bolo de iogurte de lima-limão e coco



Um dia destes comprei no Aldi para experimentar um iogurte sobremesa de lima-limão. É um iogurte grande (tem 200g) e acabei por perceber que serviria para muita coisa menos para sobremesa ou até mesmo para lanche. É um iogurte espesso e pesadote e como eu gosto de juntar frutas e aveia, ficaria um grande lanche! Por isso, e como não podia deixar de ser, acabou muitíssimo bem empregue num bolo de tabuleiro, que ficou com um ligeiro sabor a lima-limão e coco. Deixo-vos a sugestão:



4 ovos
200g de açúcar
120g de margarina vegetal amolecida
200g de iogurte de lima-limão
100g de leite
50 g de coco ralado
250g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
Açúcar em pó para polvilhar

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma retangular (pequena) com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Começar por bater os ovos com o açúcar até estar em creme. Juntar a margarina amolecida, o iogurte, o leite e o coco ralado e bater. Por último juntar a farinha e o fermento e envolver até estarem integrados. Colocar a massa no tabuleiro e levar ao forno quente por 30 minutos ou até estar cozido. Retirar do forno e depois de frio polvilhar com açúcar em pó.

Bom apetite!


quarta-feira, 12 de julho de 2017

Doce de ameixa


As ameixoeiras fizeram quase sempre parte da minha vida. Quando eu era ainda bastante pequena a minha mãe mudou para uma casa em Alvalade, com um quintal onde havia duas ameixoeiras que invariavelmente nos enchiam de fruta a cozinha. Eram amarelas, e muito doces. Lembro-me de todos os anos apanharmos vários sacos de ameixas e levarmos um carregamento delas quando íamos de férias para o Algarve com os meus avós paternos. Já depois de me casar e ter as minhas filhas, a minha mãe mudou novamente de casa, também com um quintal e também com ameixoeiras, desta vez de casca vermelha, mas de interior amarelo e com alguma acidez. Para meu azar, nunca tive a sorte de me cruzar com as vermelhas, de interior vermelho, sem dúvida as minhas preferidas. Mas bom, estas também produzem bastante e entre as que se comem e as que se usam para bolos, sobram uns bons quilos para toda a gente da família fazer doce. Esta é a melhor altura do ano para fazer doces. Há frutas deliciosas para aproveitar. Fica a sugestão…



1500g de ameixas, já lavadas, partidas (com casca) e descaroçadas
1000g de açúcar
Sumo de ½ limão médio
1 pau de canela

Colocar todos os ingredientes num tacho ou panela altos e levar a lume baixo/médio envolvendo todos os ingredientes. Quando começar a ferver, baixar um pouco o lume e deixar cozinhar, mexendo de vez em quando.

Depois de ferver pelo menos 20-25 minutos, retirar o pau de canela e passar o doce com a varinha mágica.

Para ver se o doce está no ponto, colocar um pouco numa superfície lisa e passar com uma colher. Se o doce ficar com uma “estrada” no sítio da passagem da colher, está pronto. Retirar do lume e colocar em frascos esterilizados, tapando de imediato, e voltando os frascos com a tampa para baixo até arrefecerem por completo.

Bom apetite!

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Salada de couve



Não sei se deram pela minha falta, mas a semana passada estive de férias. Foi só uma semana (sabe sempre a pouco!), mas foi o suficiente para desligar o botão. E soube bem. Muito bem! Desta vez andamos pelo centro do país, a revisitar alguns sítios e a mostrá-los pela primeira vez às miúdas. Foi bom. Estes dias a quatro servem para perceber muitas vezes o que vamos perdendo durante o ano. As correrias do dia-a-dia afastam-nos sem nos apercebermos de algumas das coisas essências da vida. É o bom destes dias. Agradecer e valorizar.

Para o meu regresso trago comigo uma salada muito simples e fresca para os dias quentes. Basta terem um robot de cozinha ou até uma mandolina e já está.



½ couve coração cortada em juliana fina
2 cenouras raladas
2 maçãs picadas
1 talo de aipo picado (muitas pessoas não gostam!)
Sumo de ½ limão pequeno

1 iogurte natural
1 colher de sopa de maionese
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de café de sal fino
1 colher de café de alho em pó

Pimenta preta moída na hora
Colocar numa taça a couve, a cenoura, a maçã e o aipo. Regar com o sumo de limão e reservar.

Numa taça misturar o iogurte, a maionese, o azeite, o sal e o alho em pó. Envolver o molho na salada reservada e temperar com pimenta preta moída na hora. Reservar no frio até servir.

Bom apetite!

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Couve-flor salteada com couve e pimento



Hoje trago uma sugestão de acompanhamento. Porque apesar de ´lá em casa gostarmos muito de arroz, massas e batatas, também gostamos de variar. Desta vez para acompanhar uma carne grelhada, saiu esta mistura de couves com pimento. Podem ainda adicionar um “cheirinho” de cubos de bacon…

1 embalagem de caldo verde (300g)
1 cabeça pequena de couve-flor
1 pimento vermelho pequeno
4 dentes de alho
Azeite, sal e pimenta q.b.

Cortar os ramalhetes da couve-flor e colocar num robot de cozinha, dispensando os talos mais grossos. Picar até obter uns “grãos de arroz”. Lavar e cortar o pimento em pequenos pedaços.

Levar uma frigideira larga ao lume com um fio bem generoso de azeite e os alhos picados. Quando estiver quente juntar a couve-flor picada e o pimento. Temperar com sal e pimenta e deixar saltear até começar a ficar macia. Juntar o caldo verde lavado e bem escorrido. Envolver, acrescentar um pouco de azeite e verificar o tempero. Deixar cozinhar mais 5 minutos e está pronto a servir.

Bom apetite!



quarta-feira, 28 de junho de 2017

Bolo de farinha de milho com aroma de limão



O dia acordou cinzento, fresco e com alguma chuva. Eu sei que há muita gente de férias por esta altura, mas ainda bem que chove. As terras precisam de água. Este Inverno choveu pouco, por isso por muito pouca que seja, esta água neste momento é muito bem-vinda. E depois de assistirmos impotentes aos incêndios assassinos, acho que todos percebemos isso. Para ajudar melhor a passar pelo dia cinzento deixo aqui um bolo ideal para chá (quente ou gelado), ou melhor ideal para qualquer ocasião, mas mesmo bom para o lanche! Lá em casa (acho que já vos disse!) a minha filha mais nova adora este tipo de bolo torrado com manteiga, quando começa ficar mais seco. Este bolo fica enorme! Rende imenso. Se não tiverem como lhe dar vazão, cortem-no em fatias e congelem. Vão retirando à medida que vos apeteça um lanchinho mais doce. Fica a sugestão:



Medida: copo médio com capacidade para 200/250 ml

2 copos de açúcar
1 copo de óleo (corto sempre um bocadinho)
1 copo de leite
2 copos de farinha de trigo
2 copos de farinha de milho
1 colher de sopa de fermento
4 ovos
1 limão grande – sumo e raspa

Pré-aquecer o forno a 190.ºC. Untar uma forma (28*) de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Colocam-se todos os ingredientes numa taça e mexe-se muito bem até obter um creme fofo. Coloca-se a massa na forma e leva-se ao forno cerca de 45 minutos ou até o bolo estar cozido. Retirar do bolo e deixar arrefecer.

Bom apetite!



sexta-feira, 23 de junho de 2017

Frango marinado em molho barbecue



Hoje trago uma receita muito simples. Aliás foi tão simples que foi feita em cima do joelho. No meio da correria da manhã tinha planeado fazer frango à braz e pensava que tinha tirado do congelador um saco com frango já cortadinho para me facilitar a tarefa. Mas não! Deixei a descongelar uns peitos de frango inteiros e honestamente não me apeteceu estar a cortar tudo em tirinhas. Toca de pensar no que fazer. Resolvi cortar os peitos em bifes (mais coisa, menos coisa, mais grossos uns e mais finos outros) e por a marinar até à hora do jantar com o que tinha no frigorífico. Um resto de um frasco com molho barbecue e um resto de vinho branco. Perfeito! Como é evidente não tem nada que saber…



3 peitos de frango cortados em bifes
4 colheres de sopa de molho barbecue
½ copo de vinho branco
Sumo de ½ limão
Uma pitada de sal

Azeite ou margarina para fritar
Coentros frescos para polvilhar

Colocar os bifes num recipiente e juntar os ingredientes para marinar. Envolver bem para que toda a carne fica em contacto com o molho. Reservar no frio pelo menos meia hora.

Na altura de cozinhar, levar uma frigideira larga ao lume com um fio de azeite e uma colher de margarina vegetal. Quando estiver quente colocar os bifes e deixar cozinhar de ambos os lados até estarem douradinhos. Retirar do lume e salpicar com coentros frescos picados. Acompanhamos com arroz basmati e salada.

Bom apetite!

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Tarte de coco e maçã



Deixo-vos hoje uma sugestão para uma tarte muito simples de coco e maçã. Sei que já tenho esta combinação aqui nas minhas receitas, mas é um conjunto de ingredientes que resulta sempre muito bem. Esta fica especialmente húmida e macia. Uma delícia! Experimentem!

2 maçãs picadas em pedaços pequenos
200g de coco ralado
180g de açúcar
200g natas frescas (creme fraîche)
30g de amido de milho (Maizena)
5 ovos

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma tarteira de loiça com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Colocar todos os ingredientes num recipiente (ou robot de cozinha) e bater até estarem bem misturados. Colocar a massa na tarteira e levar ao forno cerca de 30 minutos ou até estar douradinha. Retirar do forno e deixar arrefecer.

Bom apetite!



segunda-feira, 19 de junho de 2017

Pudim com sabor a morango e bolacha



Depois de um fim-de-semana desolador confesso que me apetece falar muito pouco sobre o que quer que seja. Deixo-vos apenas a sugestão que já tinha preparada para hoje. Uma sobremesa fresca com sabor a morango e bolacha. Receita de uma Teleculinária antiga.

200g de bolacha Maria + 2 ou 3
1 lata de leite condensado
1 embalagem de gelatina de morango
4 claras

Levar ao lume 7dl de água até começar a ferver. Misturar o pó de gelatina e misturar bem. Juntar 4 dl de água fria e voltar a mexer bem. Adicionar o leite condensado e envolver na gelatina. Deixar arrefecer. Quando estiver à temperatura ambiente, bater as claras em castelo com uma pitada de sal. Envolver as claras delicadamente no preparado da gelatina.

Colocar no fundo de uma taça uma camada de bolacha maria e por cima uma camada do preparado de gelatina. Repetir as camadas terminando com uma camada de gelatina. Levar a frigorífico até solidificar. Salpicar com bolachas picadas antes de servir.

Bom apetite!

  

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Bolo de maçã com capinha de amêndoa



Parece que o calor veio para ficar. Isso não me impede de continuar a acender o forno para pôr um bolinho lá dentro. Cheiro a bolo acabado de fazer é coisa que, regra geral, há todos os fins-de-semana lá por casa. Normalmente faço bolos relativamente pequenos, por isso cozem depressa. Desta vez saiu um de maçã, que coitadas, com tanta fruta diferente que há nesta época vão sempre ficando esquecidas na fruteira. Aqui fica a sugestão:



100g de amêndoa moída
50g de manteiga à temperatura ambiente
50g de açúcar
20g de farinha

4 ovos
180g de açúcar
2 maçãs picadas ou em pedaços pequenos
200g de farinha
1 colher de chá de fermento



Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma retangular pequena com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Começar por colocar numa taça o primeiro grupo de ingredientes. Misturar tudo com a ajuda de um garfo até ficar com aspeto de areia grossa. Reservar.

Noutra taça bater os ovos com o açúcar. Juntar a maçã e envolver. Adicionar a farinha e o fermento e bater novamente.

Colocar a massa na forma e cobrir com a primeira mistura. Levar ao forno cerca de 30-35 minutos ou até estar cozido. Retirar e deixar arrefecer.

Bom apetite!



segunda-feira, 12 de junho de 2017

Biscoitos palitinhos



Tinha estes biscoitos palitinhos guardados há algum tempo para algum dia em que tivesse o forno ligado os experimentar. São muito simples de fazer e até podem ser feitos por qualquer criança… no meu caso fui eu mesma que os fiz! A receita não rende muito, mas podem dobrar. Dá para ir petiscando um aqui, outro ali, mas principalmente acompanham muito bem um cafezinho no fim da refeição, quando não há sobremesa. A receita é do blog Segredos da tia Emília. Fica a sugestão:



100g de manteiga à temperatura ambiente
1 gema de ovo
50 g de açúcar
200g de farinha

Açúcar e canela para envolver

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Preparar um tabuleiro com tapete antiaderente e reservar.

Colocar todos os ingredientes numa taça (ou robot de cozinha ou batedeira) e amassar com as mãos até a massa estar moldável. Fazer rolinhos com pequenas porções de massa e colocar no tabuleiro. Levar ao forno cerca de 12 a 15 minutos. Retirar do forno, deixar arrefecer um pouco e passar por uma mistura de açúcar e canela. Depois de frios guardar num recipiente hermético.

Bom apetite!



sexta-feira, 9 de junho de 2017

Bolo cheio de canela



Hoje deixo-vos um bolo delicioso. Daqueles simples de fazer, que desaparecem com alguma velocidade e que deixam a casa aromatizada de canela enquanto estão no forno. Este bolo é apenas isso mesmo. Simplicidade e canela. Para mim é suficiente. Principalmente neste final de mais um ano, em que anda tudo a mil, e principalmente tudo muito cansado. A receita não é original, veio do blog Lil’ Luna. Pode parecer confusa, mas é muito básica e resulta num bolo delicioso, macio e cheio de canela! Experimentem! Garanto que não se vão arrepender!



Medida chávena de chá com capacidade para 250ml

2 chávenas de chá de farinha
1 chávena de chá de açúcar
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
½ colher de chá de sal
1 chávena de buttermilk (1 chávena de leite com 2 colheres de sopa de sumo de limão)
1 ovo
¼ de chávena de óleo vegetal

½ chávena de chá de açúcar
1 colher de sopa de canela

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma redonda (*24) com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Preparar o buttermilk para estar pronto a usar quando necessário.

Colocar numa tigela a ½ chávena de açúcar com a canela, misturar e reservar.

Numa taça misturar a farinha, o açúcar, o bicarbonato de sódio e o sal.

Noutra taça misturar o ovo, o buttermilk e o óleo.

Misturar o conteúdo das duas taças e envolver apenas até estarem integrados. Deve ficar uma massa ligeiramente irregular.

Colocar metade da massa na forma e cobrir com metade da mistura de açúcar e canela. Adicionar a restante massa e voltar a cobrir com a outra metade do açúcar e canela. Com uma faca fazer alguns círculos na massa (tipo bolo mármore). Levar ao forno cerca de 30 minutos ou até o bolo estar cozido. Desenformar com cuidado e deixar arrefecer.

Bom apetite!

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Cotovelinhos no forno com cubos de fiambre



Refeições ligeiras e simples, que todos gostem e sejam rápidas de fazer, é o que todos precisamos. Pôr todos os dias refeições diferentes na mesa, do agrado de todos e que não nos ocupem horrores de tempo a confecionar. Chegar a casa depois de 8 horas enfiados entre quatro paredes, mais uma hora no meio do trânsito já é desgastante o suficiente, para ainda perdermos muito tempo com tarefas domésticas, por muito prazer que cozinhar possa ser. É acabar o dia sem neuras, sem stress, arrumar a cozinha e usar o pouco tempo que sobra para outras coisas (e não, não vou falar de todo um universo de coisas que ainda há por fazer!) mais agradáveis. Por isso hoje deixo-vos uma dessas refeições. Simples, saborosa e rápida!



350g de cotovelinhos
200g de fiambre em cubos
2 alho-francês
2 cenouras
100g de queijo flamengo
80g de queijo mozarela ralado
1 pacote de natas ligeiras
Sal, pimenta preta

Pré-aquecer o forno a 200.ºC. Colocar um tacho com água ao lume, temperada com sal.

Cortar o fiambre em cubos, o alho francês em rodelas e ralar a cenoura. Colocar tudo num recipiente de ir ao forno, regar com um fio de azeite, temperar com uma pitada de sal e pimenta preta. Colocar no forno.

Quando a água começar a ferver, colocar a massa e deixar cozer até ficar al dente. Escorrer e voltar a colocar no tacho. Levar novamente a lume brando, juntando as natas, o queijo flamengo cortado em pedaços e metade da mozarela ralada. Misturar.

Retirar do forno o recipiente com o fiambre, juntar a massa e envolver tudo muito bem. Cobrir com a restante mozarela e levar ao forno novamente para gratinar. Assim que estiver douradinho está pronto!

Bom apetite!

Post Ads (Documentation Required)

Author Info (Documentation Required)